Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Instituto oferece procedimento gratuito para tratamento de síndrome rara

IFF é pioneiro no tratamento de síndrome de transfusão feto-fetal (STFF). A gravidez é um momento mágico e de grande mudança na vida da mulher, ainda mais quando se descobre que está grávida de gêmeos. No entanto, este momento de alegria pode virar preocupação quando os bebês são diagnosticados com a síndrome de transfusão feto-fetal (STFF), uma condição rara, presente em gestações gemelares que possuem uma única placenta para nutrir dois fetos em bolsas amnióticas distintas. Para tratar este e alguns casos de crescimento intrauterinos restrito, específicos desse tipo de gestação gemelar, o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), oferece um procedimento chamado coagulação a laser por fetoscopia das anastomoses vasculares, sendo pioneiro no Rio de Janeiro a tratar dessa síndrome.  O procedimento, que tem duração média de meia hora, consiste na introdução de um pequeno instrumento de vídeolaparoscopia, chamado fetoscópio, que f…

ERA UMA VEZ O RESTAURANTE DA TIA PALMIRA

Nos áureos tempos, o restaurante era realmente bom. Valia a pena fazer o passeio até Guaratiba para curtir o almoço da Tia Palmira. Entre 2000, 2002, esteve em jornais e revistas da cidade. Até os turistas frequentavam o local. De acordo com minha tia e avó, era um ótimo estabelecimento. Tia Palmira, que foi a precursora dos restaurantes de peixes e frutos do mar na região, fará muita falta no restaurante. Pena que os bons tempos não voltam mais. Realmente é uma experiência inesquecível e um pouco traumática. Pois é, estive lá ontem (21/7/15). O estabelecimento não pode ser mais chamado de restaurante, os garçons não se vestem como deveriam, o local é super, mega difícil de chegar, as mesas ficam ao ar livre, então o vento pode esfriar rapidamente sua comida, o sistema de rodizio acabou, já não tem a mesma vista que tinha antigamente, demora uma eternidade para ser atendida na mesa, a forma de pagamento é surreal, pois não aceitam cartão de crédito ou débito. Alguns depoimentos: “Muito …