Postagens

Mostrando postagens de 2017

Nove verdades e uma mentira sobre as doenças respiratórias

Comuns nas trocas de estação, patologia atinge 45% dos brasileiros
No embalo da nova corrente “nove verdades e uma mentira”, que se espalhou no Facebook esta semana, o infectologista Alberto Chebabo, integrante do corpo clínico do laboratório Sérgio Franco, elegeu nove verdades e uma única mentira sobre as doenças respiratórias, muito comuns entre os brasileiros.
Que tal testar seus conhecimentos? Vamos lá:
1. Alguns dos sintomas das doenças respiratórias são a coriza, as alergias e os resfriados.
2. O tempo seco e o frio são fatores externos que ajudam no desenvolvimento das doenças respiratórias.
3. É no verão que surgem as maiores incidências de doenças respiratórias do país.
4. Os tipos de doenças respiratórias mais recorrentes são a asma, a rinite, a bronquite e a sinusite.
5. Dessas doenças, as únicas com influência genética são a arma e a rinite.
6. Os principais elementos que desencadeiam as doenças respiratórias são a poeira, perfumes, fumo e alguns insetos e plantas.
7. O tratamento …

VESTE RIO - A MODA QUE CONECTA PESSOAS

Sistema Fecomércio RJ leva Sustentabilidade, Cultura, Moda e Negócios para o Veste RioUm visual charmoso e com a cara do Rio foi o novo cenário escolhido para receber o maior evento de negócios de Moda do Rio de Janeiro. O Píer Mauá será palco da terceira edição do Veste Rio: A Moda Aqui é Fazer Negócio. Apresentado pelo Sistema Fecomércio RJ, por meio do Sesc RJ e do Senac RJ, o Veste Rio cresceu e já tem data marcada: de 26 a 30 de abril de 2017. Nesta nova edição, as atrações para profissionais (no Salão de Negócios) e para o consumidor final terão espaços mais amplos. Idealizado para gerar negócios e fomentar o segmento da moda no Rio - unindo a expertise da Vogue e do caderno Ela, d'O Globo – o evento pretende atrair importantes nomes desse mercado.
Muito mais que fomentar ações do segmento de Economia Criativa do Estado, o Sistema Fecomércio RJ levará para o evento o conceito de Sustentabilidade: novas formas de se pensar o presente e o futuro da moda, de se fazer negócio, de…

Casos de febre amarela aumentam em todo o país

Entrevista com especialista tira as dúvidas mais frequentes sobre a doença
O Ministério da Saúde divulgou, no último dia 16, uma realidade que vem assustando os brasileiros: subiu para 424 o número de casos confirmados da febreamarela no país, com 137 mortes em 80 municípios. Dos dois casos confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, um levou à morte o paciente Watila Santos, de 38 anos, em Casimiro de Abreu, no interior do estado. Com índice de mortalidade variando entre 5% e 51% dos casos, segundo o Ministério da Saúde, a febreamarela deve ser combatida principalmente através da imunização da população e da erradicação do mosquito transmissor. Para aumentar a conscientização sobre a doença, o infectologista Alberto Chebabo, integrante do corpo clínico do laboratório Lâmina, esclarece as dúvidas mais comuns sobre a doença.
O que é a febreamarela e de que forma é transmitida?
Dr. Alberto Chebabo: A febreamarela é uma doença causada por um flavivírus, que é transmit…

Brasileiros consomem até três vezes mais açúcar do que população mundial

Descubra como definir a quantidade ideal das várias versões do alimento no dia a dia
Seja no cafezinho da tarde ou nos doces da escapada da dieta no final de semana, o açúcar adoça a vida dos brasileiros de muitas maneiras diferentes. Fonte de energia, a substância, extraída da cana, também tem a capacidade de deixar as pessoas mais alegres – já que sua ingestão estimula a produção de serotonina, hormônio que regula o humor. Porém, para conseguir apenas os benefícios do açúcar, é necessário prestar atenção na quantidade: segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo diário não deve passar de 50 gramas, incluindo o açúcar já presente nos alimentos. Mas, no Brasil, a realidade preocupa os médios: cada brasileiro consome, em média, 150 gramas de açúcar por dia conforme dados recentes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), enquanto que a média mundial não passa dos 57 gramas.
Ter uma alimentação rica em açúcares pode ser agradável ao paladar, mas muito prejudici…